PREFEITO FAZ PRONUNCIAMENTO E CONFIRMA ATRAVÉS DE  EXAMES PRELIMINARES PROVÁVEL REGISTRO DE  OITO CASOS DE CORONOVIRUS EM JACAREACANGA - EXAMES SEGUEM PARA REVALIDAÇÃO PELA SESPA, SUSPEITOS ESTÃO CONFINADOS.


Jacareacanga - Seguro, corajoso,  objetivo, mesmo revelando elevada emoção o pronunciamento do Senhor  Prefeito RAIMUNDO BATISTA SANTIAGO referente a suspeita pela  Secretaria de Saúde Municipal que registra  e recomenda o isolamento de uma só vez para  8 suspeitosos do  acometimento de casos de Coronavírus,  provavelmente  membros de uma única família. O primeiro resultado feito pela Secretaria de Saúde do município,  atestou positivo e está sendo encaminhado para a SESPA em Belém para  confirmação.

Em sua fala o Gestor do Município, reportou-se da limitação de recursos para  atender com eficiência casos  de combate ao COVID-19 vez que o erário público é composto apenas de recursos institucionais, o município não possuindo receita própria. Declarou ainda o Prefeito sobre a luta incansável de sua equipe composta por varias Secretarias tendo à frente a Secretaria de Saúde, e ainda Defesa Civil  que diuturnamente fazem serviços de contenção em Barreiras Sanitárias e ainda surgindo pessoas com instintos ameaçadores inconformados em terem que prestar esclarecimentos, humilhando aqueles que 24 horas estão prevenindo  que as pessoas do município  sejam contaminadas pela terrível doença.

Em sua fala RAIMUNDO SANTIAGO ainda referiu-se aos Prefeitos de Apui no Amazonas que está com tolerância zero para contribuir com os trabalhos de  prevenção e também apelou ao  Prefeito de Itaituba, para ajudar Jacareacanga. impedindo o acesso  de seus munícipes para aquela cidade. Fez lembrar que são continuas as barreiras estabelecidas por sua força tarefa de confrontamento com o Coronavirus, porem para se chegar a Jacareacanga existem muitas vias de acessos, como pelo Ramal, Vicinal do Km 21, Estrada do Penedo e tantas outras. Recomendou por fim a contribuição dos comerciantes locais  em evitarem aglomerações em seus estabelecimentos; ao povo, para permanecer em casa, sob pena de impor no município medidas severas com a finalidade de salvar vidas.