Peninha critica descaso do Estado pela não inauguração do Hospital Regional do Tapajós
Inauguração do Hospital estava marcada para esta sexta-feira (26), mas foi adiada
...
Vereador questiona onde foi aplicado o dinheiro destinado ao Hospital Regional do Tapajós
 
O adiamento da inauguração do Hospital Regional do Tapajós (HRT), motivou o vereador Luiz Fernando Sadeck, o "Peninha" (MDB) a tecer duras críticas ao Governo do estado do Pará.
Em postagem em uma rede social, nesta semana, a diretora da 9ª Regional da Secretaria de Estado de Saúde Pública do Pará (Sespa), Marcela Tolentino, havia anunciado a inauguração do HRT, para esta sexta-feira, 26 de junho.
Marcela também havia revelado que 10 monitores e 10 respiradores mecânicos, que haviam sido encaminhados para Santarém, seriam devolvidos
para o Hospital Regional do Tapajós e, que nesta sexta-feira, estariam prontos para servir a população de Itaituba.
De acordo com o vereador, Peninha, a falta de equipamentos é o principal motivo da data de inauguração do HRT ter sido adiada pelo governo estadual.
"Sem nada para funcionar, mais uma vez o governo do Estado enganou o povo de Itaituba. A inauguração que estava prevista para esta sexta-feira (26) foi novamente adiada, por falta de oxigênio, respiradores, entre outros aparelhos", comentou o parlamentar.
Segundo Peninha, o governo do Estado já repassou duas parcelas de recursos para o Instituto Panamericano de Gestão (IPG), para iniciar o funcionamento do Hospital Regional do Tapajós, mas até agora, a organização social só contratou alguns funcionários e não instalou equipamentos.
"Na tarde de quinta-feira (25), um grupo de vereadores esteve no HRT. Os parlamentares saíram envergonhado com que viram. O Hospital não tem leitos e, apenas funcionários", denuncia Peninha.
Peninha questiona onde foi aplicado o dinheiro destinado ao Hospital Regional do Tapajós. "Onde está esse dinheiro? O HRT não deu um comprimido de azitromicina pra ninguém e não fez nenhum teste rápido de Covid-19. É vergonhoso tanto dinheiro para salvar vidas e muita gente morrendo. Não acredito no que estou vendo! A vida não vale nada", dispara Peninha.
Sem data prevista para a inauguração do HRT, Peninha afirma que a população de Itaituba está se virando como pode.
"O que estamos tendo aqui são pessoas indo a laboratórios e drogarias. Tem gente que faz o exame e, quando testa positivo, procura um médico particular para se consultar. Depois compra os medicamentos e se trata. Quem mais está diagnosticando teste positivo em Itaituba, são os laboratórios e farmácias particulares. Isso é uma vergonha, pois quem não tem dinheiro para fazer testes e comprar remédios, está morrendo", afirma Peninha.
VEJA OS REPASSES AO IPG: LEIA MAIS...
Fonte: Portal Santarém
Transcrito do Portal Santarém - Título RP