Cano e Fellipe Bastos comemoram gol, Ceará x Vasco, Brasileirão — Foto: LC MOREIRA/ESTADÃO CONTEÚDO 

Cano: chega até a ser repetitivo. O argentino teve duas finalizações e fez um gol, o que revela mais uma vez seu aproveitamento excelente. É a certeza de que, se o time não for vazado e a bola chegar ao centroavante, a chance de vitória aumenta muito. No ano, chegou a 12 bolas na rede, três delas no Brasileirão. Nota: 7,5

Bruno Gomes: a partir da entrada do volante, no intervalo, o Vasco equilibrou o jogo e começou a criar a chance da vitória. Tem ótimo senso de espaço, marca bem e qualifica a saída de bola. Nota: 7,0

Andrey: perdeu algumas bolas importantes no meio, inclusive no lance que originou a bola na trave de Rafael Sobis. Mas teve calma e qualidade para deixar Cano na cara de Prass no primeiro gol. Nota 6,0

Fellipe Bastos: Não fez bom primeiro tempo, mas cresceu de produção depois do intervalo e já tinha boa atuação quando fez um golaço. Um lindo chute, forte e com direção. Nota: 6,5

Todas as notas

Fernando Miguel [G]: 6,0
Claudio Winck [LD]: 4,5
Leandro Castan [Z]: 7,0
Ricardo Graça [Z]: 7,0
Henrique [LE]: 5,0
Andrey [V]: 6,0
(Parede [A]: 5,0)
Fellipe Bastos [V]: 6,5
(Miranda [Z]: 6,0)