FEMINICÍDIO

Jovem teve o rosto e glúteos arrancados antes de ser morta

A jovem foi sequestrada e morta pelo chefe do trafico da favela Kelson’s, no Rio de Janeiro

 quinta-feira, 28/01/2021, 15:36 - Atualizado em 28/01/2021, 17:59 -  Autor: Com informações Istoé

A Justiça do Rio de Janeiro determinou nesta terça-feira (26) a prisão preventiva de Dalton Luiz Vieira Santana, chefe do tráfico da favela Kelson’s, no Rio de Janeiro, e de outros dois traficantes identificados como Enzo da Cunha da Silva Costa, conhecido como “Da Mãe”, e Edgar Alves de Andrade, o “Doca”. Os três são suspeitos de participação na morte da jovem Bianca Lourenço, de 24 anos, no início deste mês. 

Segundo as investigações, Dalton é ex-namorado de Bianca, ele não aceitava o fim do relacionamento. O laudo cadavérico realizado no corpo da vítima apontou que a jovem foi torturada e teve o rosto e os glúteos arrancados antes de ser morta a tiros. Além de feminicídio, os três criminosos já respondem por participação em organização criminosa, roubo seguido de morte e sequestro.

Relembre o caso!

As prisões preventivas foram decretadas pelo juiz Alexandre Abrahão,  na decisão ele ressaltou que “o estado de liberdade dos acusados põe em risco à integridade física e psicológica das testemunhas e moradores da região, especialmente mulheres”.

O corpo de Bianca foi encontrado no último dia 12 boiando na praia da Ilha do Fundão, na mesma região onde fica a favela da Kelson’s. A jovem estava desaparecida desde o último dia 3.