Alguns componentes da Barreira Sanitária

Jacareacanga -  A gestão municipal através da Secretaria Municipal de Saúde está usando  contínuas  Barreiras Sanitárias neste momento à entrada rodoviária do município, apesar de não controlar ou sustar a entrada ou saída de ninguém da sede do município, utilizando seus técnicos e agentes de saúde, entre outros e ate Agentes de  Transito, para promover intenso trabalho de recomendação e orientação e formas de se prevenir o Coronavirus que avança, recomendando  a utilização do  já tão decantado uso de máscaras  faciais e instituição de hábitos de higiene, principalmente nas mãos com frequente uso de álcool.

Técnico em Enfermagem Léo Celone Akay Munduruku

Às 10 hs deste dia  23 quando deixava o município pude conversar com algumas pessoas que estavam no plantão da Barreira Sanitária como as Agentes de Saúde Carla Ayres e Wal Santos  e Agente de Transito Moacir Omena.

Como sobredito na inicial desta postagem a Gestão Municipal se mexe para o enfrentamento ao terrível vírus,  fazendo gol de placa, porem  em contrapartida a maioria dos munícipes (cerca de 95%) fazem gol contra pois vivem sem proteção das máscaras, sem o recomendado isolamento social determinado pela Organização Mundial de Saúde e com grandes aglomerações tanto na área comercial  como nas vias publicas.

Algo que me surpreendeu  que mesmo com o esforço de vacinar os sexagenários o que remetia a imaginar longas filas já que a população idosa é numerosa na sede do município, pouquíssimas pessoas  foram aos Postos de Saúde receber a tão ansiada vacina.

É corrente, e isso mostra-se como um absurdo, e entre esses  até alguns servidores da Saúde dominando  essa  mesma ideia, que numeroso grupo da população não acredita na eficácia da vacina. Havendo segundo comentários e rumores que essa ANVISA TUPINIQUIM criada  do imaginário popular do município encontra-se infiltrando informações negativista sobre a eficácia da Vacina entre os indígenas. Barbaridade