Vereador de Itaituba rebate críticas do presidente do Sindicato dos Caminhoneiros do Pará

Peninha disse que Eurico Tadeu, em seu áudio, falta com a verdade
O vereador Luiz Fernando Sadeck – “Peninha”, em nome do Poder Legislativo Municipal de Itaituba, reagiu a um áudio do qual o Presidente do Sindicato Autônomo dos Caminhoneiros do Estado do Pará, Sr. Eurico Tadeu, critica a postura do Prefeito de Itaituba e dos vereadores da Câmara Municipal de Itaituba diante do caos que se estabeleceu na BR-230 TRANSAMAZÔNICA no trecho Distrito de Campo Verde/Miritituba e do Distrito de Campo Verde à cidade de Trairão, no eixo da BR -163 – CUIABÁ/SANTARÉM.

Em um pronunciamento confuso, tentando eximir de culpa os caminhoneiros pelo caos instalado na Rodovia Federal, Eurico Tadeu chegou a dizer que os vereadores nada fazem. Esquece este cidadão que quando foi para defender o transporte rodoviário feito hoje pelos caminhoneiros contra a implantação da FERROGRÃO, os vereadores tinham poder.

O vereador Peninha pergunta objetivamente: “O que este Sindicato já fez pelos caminhoneiros na região? Ou está fazendo? Quais as atitudes concretas que está tomando? Com quais entidades está interagindo para estabelecer parcerias e protocolos de procedimentos?”.

Quem deveria estar aqui para resolver o caos, ou pelo menos tentar o diálogo com seus associados/sindicalizados, era ele, que se arvora em ser o representante desta classe de profissionais, tão valiosa para o Brasil.

Este é o momento de demonstrar sua liderança junto aos seus, “no pé do asfalto”, ou na “boléia do caminhão”, ao invés de à distância, talvez da Capital do Estado, disparar críticas contra as autoridades de Itaituba, nos seus diversos segmentos.

O vereador Peninha declara que o Sr. Eurico falta com a verdade “quando diz que o Ministro da Infra Estrutura, Tarcísio Freitas, quis resolver o problema”. Há mais de 5 anos, o DNIT vem prometendo construir uma estrada para interligar a rodovia federal com a área portuária, inclusive tendo publicado edital para contratar empresa para execução da obra, que até hoje não saiu do papel.

O parlamentar lembrou que a estrada que hoje é usada como alternativa do acesso à área portuária, foi construída pelo senhor conhecido como PIAUÍ e, que as empresas, através da AMPORT apenas fizeram uma melhoria. Deveriam, essas mesmas empresas, usuárias da estrada em face do crescimento do movimento de veículos de carga, ter duplicado a mesma e até asfaltado.

Ao fazer referência às autoridades municipais, que na sua opinião que estariam atrapalhando o desenvolvimento, o senhor Eurico demonstra total desconhecimento da realidade da região, ainda que afirme o contrário.

Desconhece que município de Itaituba sempre facilitou os investimentos em sua área territorial, contribuindo inclusive com os municípios vizinhos no afã de viabilizar o escoamento da safra de grãos pelos Estações de Transbordo de Cargas – ETCs na área portuária do Distrito de Miritituba, entretanto, a responsabilidade deste projeto é do Governo Federal e da iniciativa privada, diretamente envolvida com o embarque de grãos e óleos vegetais e, no recebimento de adubos e insumos à agricultura.

Aproveito, para lembrar ao senhor Eurico, que mesmo o município facilitando a instalação desses empreendimentos, pouco benefício recebe em contrapartida, em face da Legislação Federal sobre o assunto. Essas Estações de Transbordo de Cargas – ETCs, recolhem hoje, ao município, apenas o Alvará de Localização e Funcionamento e, o IPTU, anualmente. Mas mazelas e problemas o município recebe todo dia. Como este caos ora instalado, causado pela falta de sensibilidade de uns poucos motoristas, na última sexta-feira, 12/02/2021, quando bloquearam o trânsito na Rodovia BR- 230, impedindo a passagem de AMBULÂNCIAS com pacientes em estado grave, que buscavam atendimento no HOSPITAL REGIONAL DO TAPAJÓS em ITAITUBA”, disse Peninha.

O Sindicato dos Caminhoneiros deveria estar aqui para colaborar na solução do problema, pois estes profissionais são associados dessa entidade, que é quem tem poder/dever para dar encaminhamento à solução. Jogar responsabilidade para os outros, é fácil, mas esquece o Sr. Representante do Sindicato, que o município está fazendo sua parte. É a hora da verdade! Se o Sindicato, como legítimo representante dos caminhoneiros autônomos, com poder de articulação nos diversos níveis de governos e empresarial, por que não levanta bandeira nesse sentido? Por que não cobra do DNIT, do Ministro da Infra- Estrutura a construção da estrada Transportuária?”, questionou Peninha.

Fonte: Portal Santarém

Titulo RP