JACAREACANGA /21.10.2021 - A locução latina que ilustra  o título desta pequena materia, é peculiar ao Direito entretanto,  não é  exclusiva para ser utilizada  por Suas Excelências, ja que existem malucos-belezas  para adaptá-las em outras situações, principalmente para ilustrar fatos, invernizar redações atraindo um pouco mais os leitores que  se utilizam do celular, mais  para as batalhas homéricas no free fire que informar-se atraves de uma matéria de cunho jornalistico, com perdão dos comunicólogos, neste ato.

Prints extraídos de grupos sociais

Significa o titulo acima de PERIGO DE DEMORA, e SINAL DO BOM DIREITO e deixando para trás as locuções latinas e universais presumivelmente  comumente usada pelos Operadores de Direito, para incrementarmos um linguajar doméstico empregado no cotidiano  a partir de então irei descerrar comentarios a respeito de um print extraido de uma rede social, precisamente de um Grupo Social do WhatsApp denominado ApoiadoresdoPrefeitoValdo que demonstra  total insatisfação de uma pessoa que tem forte liderança familiar, condição étnica indigena e ainda por ser um notavel educador torna-se óbvio que é influenciador e reúne em torno de si alem da simpatia de muitos alunos, respeito dos pais e seus colegas de profissão. 

Me reporto sobre o Professor Indígena Ruitemberg  Munduruku Pereira  que além dos predicados ja expostos pertence à direção do PSDB, um dos partidos de sustentação política do Prefeito SEBASTIÃO AURIVALDO, o Valdo, e que encontra-se poblicamente  em rota de colisão com o gestor e apela PREFEITO VALDO, ENXERGA NÓS... NÃO ME FAÇA VERGONHA, SENÃO FAREI VERGONHA PARA O SENHOR. QUERO SINCERIDADE NA MINHA FAMILIA E NÃO FALSIDADE, NÃO QUERO MENTIRAS.

Eis que de repente surge o que classifico como PERIGO DE DEMORA (e no linguajar erudito Latino dos Operadores de Direito PERICULUM IN MORA e que nesta publicação não cabe a locução, entretanto ja foi justificado seu uso), a colisão inevitável entre as forças politicas se ocorrer demora do prefeito em receber para aparar arestas com Ruitemberg, o perigo irá ser o prejuizo politico do ja desgastado  Prefeito do Municipio. Sua Excelencia deveria instruir-se mais um pouco a respeito do direito adquirido de um munícipe que almeja ser recebido  e  discutirem assuntos de interesse da municipalidade, afinal como ja mencionado, por consideração e respeito Ruytemberg tem esse direito. Surge a partir de então, guardada as devidas proporções outra locução latina que pode se aplicar no momento, como   SINAL DO BOM DIREITO  (FUMUS BONI  IURIS) fazendo entender que a justificativa  alegada para ser   recebido pelo Prefeito é plausivel  cuja em uma expressão mais elevada,  que, sei-lá se cabe aqui, diz  ONDE HÁ FUMAÇA HÁ FOGO!