JACAREACANGA, (19.11.2021) -  Sem dúvida o Governador do Estado do Pará,  Hélder Barbalho, encontra-se em franca  campanha contra a emancipação politico e social da região para a criação do Estado do Tapajós, estendendo sua  mão generosa para seus interesses  e beneficiando alguns municipios de nossa região, entre os quais Santarém, Itaituba, Novo Progresso, TrairãoRurópolis e até Aveiro, repassando  rica estrutura de Maquinas Pesadas e equipamentos, para recuperação de malhas viárias e estradas vicinais. Fato estranho é o esquecimento que faz do mais longínquo municipio do estado,  Jacareacanga, que padece com as agruras do tempo e desprezo, e esquecimento sem razão aparente que se justifique. Após um tempo reflexivo tentando saber as razões do esquecimento governamental, me vem algo na mente que nossos antepassados ja diziam "O Médico  só irá  saber seu problema se voce falar onde dói".

VALDO DO POSTO, O MUTISMO, HUMILDADE EXCESSIVA, ASSUSTADO, O APARENTE DESÂNIMO

Governadores, Deputados, Senadores querem é contato com prefeitos  pois são esses que detém farto e rico capital político; é perda de tempo para eles  estarem com conversas com vereadores que não vale tanto a pena nesse aspecto, pois os nobres edis diluem agremiações partidárias e  votos, e a esperteza recomenda a essas raposas astutas  que o papo reto tem que ser com os Prefeitos; e em consequencia o fenomeno que se apresenta para Jacareacanga de encontrar-se abandonada  não é um enigma indecifrável e sim é a falta da busca  da atenção governamental e autoridades legislativas estaduais e federais que dividem ou ajudam a dividir o bolo orçamentario no estado ou a federação, o fator primordial disso, tambem é devido o Prefeito Municipal Valdo do Posto nos parcos encontros com essas autoridades participando de reuniões de pires na mão, entrar nas sobreditas, mudo e sair calado e com o pires emborcado. O mutismo, sua posição humílhima, seu plano de voo definido por outros comandantes e deixar que acompanhantes tomem sua fala, é a razão para o distanciamento  havido para nossa região.

VIAGENS SUCESSIVAS E  O COSTUMEIRO  EMPURRA COM A BARRIGA

Avolumam-se viagens e mais viagens de vereadores à Belém, Braslia, com a justificativa  de sairem peregrinando em busca de recursos e  pouco se sabe sobre os êxitos obtidos em prol da municipalidade dos nobres vereadores. De tantas viagens da maioria dos Vereadores e as vezes simultaneamente viajando todos no mesmo tempo as Sessões Ordinárias sofrem descontinuidade. Não há dotação orçamentaria que suporte essas despesas, e é previsível que se esgote em pouco tempo devido as elevadas despesas para custear pagamento de passagens e diarias com tantas e sucessivas viagens. É claro que com a deficiencia do Gestor Municipal em não ir atras de recursos os Vereadores são obrigados a esses voos muitas vezes ou melhor na absoluta maioria das vezes sem produzirem retorno com suas investidas. Comprovam  seus trabalhos com varias fotos à frente de uma instituição ou outra, ao lado de alguma autoridade que prometeu isso e aquilo sabendo que a dissimulação é a forma definida de empurrar a coisa com a barriga.

DEVERIA SER FEITO UM COMPARATIVO DE RECEITA E DESPESAS DESSAS VIAGENS

Geovani Kabá, surpreende com sua forma de administrar o Poder Legislativo sendo um zeloso administrador do erário público, sério em suas decisões, muito intuitivo na percepção de problemas e antecipar soluções, deveria inovar  em uma forma de prestar contas ao povo da ação de seus pares, determinando sua assessoria contabil ou parlamentar criar um  simples mecanismo para   mostrar as despesas em viagens dos nobres vereadores contabilizando, salários, diárias, passagens para se fazer um simples comparativo  com o investimento que cada edil conseguiu em seu trabalho parlamentar na determinada viagem.

Há de se entender que o trabalho do vereador não é tão somente viagens para carrear recursos para seu municipio, e uma de suas responsabilidades precípuas é a fiscalização do erário público e crê-se  que com tantas viagens esse item fundamental está sendo esquecido ou falta tempo para verificarem denúncias e uma delas até ja apresentada junto à Mesa Diretora. Partindo do pressuposto, que se economizarem passadas em viagens terão tempo de sobra para fiscalizarem o Poder Executivo que sofre de criticas e reclames em sua gestão.

QUAL A PRÓXIMA REUNIÃO NO BAIRRO DA UNIÃO OU INVASÃO?

Já tornou-se até cômico, causando mesmo gracejo,  a situação critica por qual passa o Bairro da Invasão ou União que vive crônicos problemas de abastecimento de agua e de energia eletrica, quase toda semana tem Vereador que convoca o povo do Bairro para avaliar o que necessitam e como resolver os problemas daquele aglomerado humano, e na ordem do dia de Sua Excelencia está dois assuntos ABASTECIMENTO DE AGUA e EQUATORIAL, promessas e promessas, lutas, buscas de providencias  encharcam as promessas, viagens e viagens e nada se resolve e na outra semana outro benfeitor municipal faz convites para reunir a população do bairro para saber os problemas do povo, e abastecimento de agua e Equatorial entram em cena  de discussão e agenda-se viagem do nobre edil para cobrar responsabilidades com veemencia sobre energia e esse assunto toma a semana toda até que outro Vereador convidar a população para reunir no mesmo bairro e o assunto é o mesmo... até quando mesmo? lá cada passarinho quer cuidar unicamente de suas cores, não se organizam para juntos, coesos resolverem o problema vertente.

Com o devido acato e respeito sugiro aos nobres Vereadores que se conseguiram de forma liquida, certa, objetiva, e palpável algum investimento para o Municipio de Jacareacanga, que me encaminhem que terei o prazer de postar e o espaço será garantido para enaltecer o trabalho de importancia realizado em defesa da coletividade. 

Outra e ultima situação, sugiro que se por acaso algum Vereador e todos tenho relacionamento fraternal, se a presente postagem não lhes agradar peço apenas escusas, porém não  desrespeitei ninguem, tratro todos com urbanidade e consideração, e efetuo ou faço apenas criticas construtivas e respeitosas apesar de não agradar  todos.

Há um segmento de servidores municipais que não tendo ânimo para  absorver criticas, principalmente ao Prefeito, extrapolam os limites de inteligencia e tolerância  e falam asneiras, atacando vorazmente quem criticou, ao invés de tolerarem essas criticas e construirem um novo cenário para ajudar o Prefeito deixar de ser tanto criticado. Em determinada ocasião foi feita uma postagem com  criticas ao Prefeito e um vereador conversando com um assessor do Prefeito disse que o Rastilho de Pólvora estava metendo bronca em cima do prefeito, ao que o iluminado servidor  disse-lhe -meu amigo na prefeitura ta tudo certo, não vejo nada errado... sabe o que esse cara quer... é grana! só isso G R A N A  entendeu?! - isso ia dando bode! 

A pessoa que o Assessor disse que queria grana, é aposentado,  tem receita produzida por alugueis de casas residenciais em Jacareacanga e Itaituba, Assessora administrativamente dois escritorios de advocacia e ja foi convidado para escrever e remeter matérias  para dois conceituados jornais  um Jornal de Santarem e O Antagônico em Belém. 

Reporto-me sobre isso somente para desopilar o fígado!