JACAREACANGA (13.01.2022) - Parace incrivel, mas,  em toda a região,  somente  a Secretaria de Educação do municipio não honrou com o pagamento do Abono Salarial para os professores e profissionais da Educação, incluindo até o pessoal de apoio, como merendeiras, motoristas, entre outros que trabalham no esforço educacinal.

Surpreende a Prefeitura de Jacareacanga não ter tido nos cofres recursos financeiros  que excederam dos parcos investimentos  feitos na area educacional para constituir o que restou como Abono Salarial

Tramita no Ministério Público suspeita de malversação de recursos da gestão da Educação Municipal, denunciado pelo Sintepp-Jac, denunciado tambem para o Poder Legislativo até com  obras edificadas sem as cautelas no que tange ao Certame LIcitatório. Na Promotoria sabe-se que está em curso providências mesmo com a grande demanda existencial de trabalhos; na Câmara Municipal, instituição que tem o dever constitucional de fiscalizar a Prefeitura, a denúncia recebida foi informado ao Sintepp que estaria desprovida de legalidade, por isso não resultaria em apuração por parte dos nobres Vereadores, os fiscais da Lei.

A expectativa dos pofissionais da educação seria receberem um gordo abono, por poucos investimentos na área e pelo ano de pandemia intensa, porém o que surpreende a todos é o artiicio que remete a suspeita de construção de curral eleitoral,  partindo do pressuposto que as escolas não funcionaram  com o alunado ja que as aulas minstradas não foram presenciais e no mesmo periodo, denuncia o Sintepp,  foram contratados dois professores-auxuliares para cada classe e série. - Egua! como pode isso?

Nosso vizinho municipio Apui dá exemplo de gestão séria e comprometida com a valorização do profissional da educação. Pelo jeito, por lá a pandemia proporcionou foi economia  de recursos do erário público e não gastança desenfreada como em Jacareacanga.

Segue o texto sobre a distribuição do Abono aos Profissionais em Apui/Am, extraído  do INFORMARTIVO DA PREFEITURA DE APUI/AM

Município de Apuí - 




Município de Apuí@apui.am.gov.br

 Organização governamental

1 h 
𝐏𝐫𝐨𝐟𝐞𝐬𝐬𝐨𝐫𝐞𝐬 𝐝𝐞 𝐀𝐩𝐮𝐢́ 𝐫𝐞𝐜𝐞𝐛𝐞𝐦 𝐚𝐛𝐨𝐧𝐨 𝐬𝐚𝐥𝐚𝐫𝐢𝐚𝐥 - A Prefeitura Municipal de Apuí pagou nessa quinta-feira, 13 de janeiro, o maior abono já recebido pelos professores da rede municipal de Apuí em toda história. O valor pago aos servidores efetivos é de R$ 10.360,8 para professores de 20 horas, RS 20.721,6 para professores, gestores e pedagogos com carga de 40 horas semanais e R$ 9.479,16 para servidores que auxiliam o trabalho realizado nas escolas (vigias, motoristas, auxiliares de serviços gerais, assistentes administrativos, etc). Os servidores contratados receberam a mesma quantia, mas proporcional aos meses trabalhados durante o ano de 2021.
O abono (ou rateio) do Fundeb é uma espécie de divisão, entre os profissionais da educação, dos recursos do Fundo de Desenvolvimento da Educação Básica destinados à folha de pagamento dos profissionais da educação, acumulados durante o ano e que não podem ser gastos no ano subsequente.
A equipe administrativa e financeira da Prefeitura, atendendo a um pedido do Prefeito, já vinha dedicando todo esforço possível para conseguir pagar um valor que de fato represente a importância que os profissionais da educação representam para a comunidade apuiense.
O `Prefeito anunciou aos professores no dia 1º de dezembro que pagaria o abono. Desde então ele sempre acreditou que poderia pagar um valor significativo, mas só depois de receber a última parcela de repasses do FUNDEB a Prefeitura pode estimar os valores que seriam pagos.
O valor bruto pago pela Prefeitura foi de R$ 2.325.017,19 (dois milhões, trezentos e vinte e cinco mil, dezessete reais e 19 centavos. Apesar do desconto do imposto de renda que ficou retido na fonte ainda serão 1.745.465,43 (um milhão, setecentos e quarenta e cinco mil, quatrocentos e sessenta e cinco reais e quarenta e três centavos que serão injetados na economia local.
_____________________
Atenção MPE em Jacareacanga
Atenção Policia Federal
Atenção Gaeco