ITAITUBA (08.01.2022) -  As chuvas não cessam na região, devido o  Inverno Amazônico que provoca fenômeno natural  das chuvaradas que caem nessa época todos os anos. Os cientistas  estudiosos desse fenômeno natural que divide na Amazonia o inverno/verão como as estações do ano, justificam que é devido o efeito estufa que provoca degelo das calotas polares (aqui, Antárdida) e cordilheiras, alem da  alta  densidade  florestal tropical que contribuem para nutrir  os tributarios, corregos, igarapés, rios que alimentam o maior rio do mundo em volume d'água o majestoso Amazonas.

Aqui para nós, que somos estabelecidos e nos multiplicamos no seio da Floresta Amazônica, somado ainda aos aventureiros de outras plagas, vivemos  muitas vezes assustados com a estiagem, e outras vezes preocupados com as enchentes provocadas pela precipitação de chuvas com indice pluviométrico altissimo  e temporais no inverno. 

Até aí surge a força dos fenômenos naturais  para equilibrar  o sistema de coisas da natureza; porém a coisa ganha ares de desespero quando o homem com a ocupação natural do espaço para a exploração econômica desvia córregos, e cursos de aguas para atividades de garimpagem e agroindustriais, derrubando a floresta nativa, morros e montanhas, concorrendo para no pleno  verão aumentrarem substancialmente  problemas  diversos e um em nosso nivel doméstico, nossas rodoviais sem pavimentação asfáltica com poeira  em demasia que aumentam  acidentes fatais devido a densa núvem de pó  levantada  e no inverno nessas mesmas rodovias, surgem  atoleiros e buracos infindáveis, estradas cortadas devido as águas levarem galerias de passagen dos cursos de águas e ainda a inundação que sofre  a malha rodoviaria  devido o represamento dos igarapés e cursos de águas para exploração de atividades economicas.

As cenas em video retratam o estado precário da Rodovia Transamazònica proximo ao municipio de Altamira, com trechos inundados, atoleiros quilométricos e superficies que não controlam nem fixam o veículo mesmo sendo 4x4 no eixo da pista.

Sabemos pois, que neste peiodo a primeiro trecho que cortou a estrada, e inundou grande extensão da Transamazônica foi no km 142 do trecho entre Itaituba e Jacareacanga.

Km 142 paea Jacareacanga

Interessante que, com tudo acontecendo dentro do efeito provocado pelos fenômenos naturais, agravado pela degradação ambiental para a ocupação humana  em suas atividades economicas, guardada as devidas proporções, se cumpre  em um poema musicado de Antonio Carlos  & Jocafi a Profecia de um Beato provavelmente nordestino.

"O homem chega 

já desfaz a natureza 

Tira gente põe represa 

diz que tudo vai mudar

O S. Francisco lá pra cima da Bahia

Diz que dia menos dia

Vai sumir bem devagar...

E passo a passo vai se cumprindo a profecia

Do beato que dizia

Que o Sertão vai alagar, la no coração

Temendo que algum dia o mar também vire sertão

__________

Imagens e vídeos alcançadas na Internet.