JACAREACANGA (13.01.2022) - Para o povo do municipio, familiares biológicos, familia Maçônica, amigios   este dia 13 de Janeiro jamais cairá no esquecimento. É o segundo ano do fatídico acontecimento  que vitimou  RAULIEN OLIVEIRA DE QUEIRÓZ em um desastre de caminhão na Ponte do Igarapé Preto na Rodovia Transamazônica km 50 de Jacareacanga para Itaituba. Nessa morte, perdi alem de um amigo de muitos anos O Grande Geômetra do Universo, tirou de mim um grande Irmão Espiritual.

À época, comovido, incrédulo, aflito pelo ocorrido, fiz uma poesia para ele como homenagem póstuma, que faço  neste momento postagem aqui no RP.

RAULIEN OLIVEIRA DE QUEIRÓZ

RUMO AO ORIENTE ETERNO

 

Sei que muitas vezes viajamos...

Eu falando, tu ouvindo

Eu gargalhando, tu sorrindo...

E as viagens prosseguindo

Com rota ou rumo definido 

nossos destinos íamos seguindo.

 

Passamos por poucas e boas

Em 88 ocorreu nosso renascimento

Ou quem sabe um novo nascimento

Surgia naquele momento

Entre o esquadro e o compasso

Juntos demos o primeiro passo

 

Chegaram os momentos  de cada qual seguir sozinho

Obstáculos não faltaram

Nem sei  o que nos falaram...

Não ouvi gritos, se gritaram...

Pelo ermo, trilha ideal, ou caminho

Seguimos a vida, cada um, lutando sozinho.

 

Penso que alcançamos a alegria de chegarmos ao destino projetado

Que cada um ao seu modo planejou

Mesmo que vitorias, por lufadas o  vento levou

Entre nós, a semente do mal alguém plantou,

não nascemos geminados como o côncavo e convexo

queria  ter palavras mais lindas para compor esses versos.

 

Faltou-me forças pra ir em suas exéquias

Mas saiba querido amigo e Amado irmão

Que cada lamento, pranto e retinas embaçadas naquela multidão,

Era composto de minhas lagrimas, meu desespero e aflição

Te desejo o céu  e a infinita e serena paz,

Com tua exaltação ao Eterno, sinto que morri um pouco mais.