TENSÃO

Após invasão russa nesta madrugada, rastreador de voos registra "buraco" sobre o espaço aéreo ucraniano; todos os voos comerciais foram cancelados

 quinta-feira, 24/02/2022, 21:52 - Atualizado em 24/02/2022, 22:08 -  Autor: Com informações do Estado de Minas 

 Ninguém entra e nem sai no espaço aéreo ucraniano. | Reprodução

O governo ucraniano fechou o espaço aéreo para voos civis após decretar alto risco a segurança nacional esta quinta-feira (24). Com o aumento da tensão, o espaço aéreo ucraniano encontra-se totalmente bloqueado.

Os voos comerciais com destino a Ucrânia já haviam sido cancelados pelas companhias aéreas na segunda-feira.   

LEIA TAMBÉM:

Biden promete sanções "devastadoras" do G7 contra a Rússia

Acompanhe ao vivo a guerra entre Rússia e Ucrânia

Pelo rastreador de voos Fly Radar, que capta o deslocamento de aeronaves em tempo real, um “buraco” foi registrado sobre o território da Ucrânia. Um alerta foi emitido, ainda, pelo regulador de aviação da Europa sobre os perigos de voar em áreas de fronteiras com a Rússia e a Bielorrússia.  

 “A presença e o possível uso de uma ampla gama de sistemas de guerra terrestres e aéreos representam um alto risco para voos civis operando em todas as altitudes e níveis de voo”, alertou a Agência de Segurança da Aviação da União Europeia (EASA).  

A Moldávia e Bielorrússia, países vizinhos à Ucrânia, também fecharam seus espaços aéreos para voos civis desde que a operação militar foi autorizada pelo presidente russo, Vladimir Putin