A Operação Ato Reflexo apura exploração ilegal da mineração em área entre os municípios de Juína e Aripuanã, no Mato Grosso.

PF prende servidor da Funai e garimpeiros de terras indígenas
Garimpo em área indígena no Mato Grosso.

Polícia Federal deflagrou nesta segunda-feira (21) a Operação Ato Reflexo, que mira uma associação criminosa envolvida em crimes ambientais, como a mineração irregular. “Entre os presos estão um servidor da Fundação Nacional do Índio, a Funai, garimpeiros ilegais e uma liderança indígena.

Os mandados de prisão foram autorizados pela Justiça Federal de Juína, No Mato Grosso. Segundo a Polícia Federal, um dos alvos da operação recebeu informações prévias sobre a ação desta segunda-feira e fugiu. Ele seria dono de máquinas usadas em garimpos ilegais investigados pela PF.

A investigação está relacionada à exploração ilegal da mineração em uma terra indígena localizada entre os municípios de Juína e Aripuanã, no Mato Grosso.”__

Fonte/Expedito Perônico