Denúncias contra casal de pastores e secretária acusados de criarem ONG para enganar pessoas, falsificar documentos e aplicar golpes milionários através de falsos empréstimos internacionais

Foto: Divulgação

Segundo a denúncia, pelo menos 300 pessoas caíram no golpe aplicado pelo casal de pastores que lidera a OISAN

"PORTAL DO ZACARIAS" recebeu denúncia de um grupo de pessoas que foram enganadas pelo casal de pastores e a secretária que lideram a ONG Organização Internacional Servindo as Nações (OISAN).


Os denunciantes afirmam que trabalharam durante seis meses sem receber qualquer salário e depositaram valores mensais para ter direito a empréstimos internacionais, até descobrir que na verdade estavam sendo vítimas de um golpe milionário e fraudulento.


As pessoas envolvidas causa e na proposta de ação da referida ONG que estavam sendo vítimas até descobriram através das advogadas de Brasília, que tudo não passava de uma grande fraude planejada pelos pastores.


A denúncia atinge diretamente um suposto pastor e sua esposa que estão enganando os voluntários aqui em Manaus com a história do falso empréstimo e falso Convênio Internacional.

 

Boletim de ocorrência em Delegacia de Polícia do Distrito Federal

 

Esse casal que lidera a Igreja Presbiteriana do Estados Unidos e Corea do Sul, são acusados de emitir documentos falsos do Banco Central de Brasília/DF, da Embaixada Americana e também da Caixa Econômica federal.

 

Pastor José Raimundo Soares Avinte é acusado de estelionato

 

Pastora Marisa Mendonça da Silva é acusada de crime de

estelionato junto com o seu marido José Raimundo

 

Os pastores acusados utilizam documentos fraudulentos e convencem as pessoas a participarem da suposta ONG e aplicam o golpe através de um falso empréstimo e falso Convênio Internacional.

 

Esta é a secretária Luiza Mascarenhas que também faz parte

da quadrilha de estelionatários (Foto: Divulgação)

 

Os denunciantes garantem que têm documentos que comprovam as acusações contra o casal de pastores da OISAN, inclusive os documentos de mensalidades pagas por quase 300 pessoas enganadas em Manaus.


As pessoas pagaram 240 reais cada uma, pois segundo o pastor presidente da ONG, para ter direito de fazer o empréstimo através do convênio internacional, todas deveriam pagar o valor de associação retroativo a 1 ano.

 

Com o valor mensal de R$ 20 reais retroativo a 12 meses, definido pelo pastor estelionatário e pela sua esposa que atuam no mesmo golpe, no total cada uma das pessoas enganadas depositou o R$ 240 reais.

_________

Remendo RP


  • Não são pastores, não merecem esse título. Deus não convoca ladrões para obrar em seu nome. São vigaristas, cretinos, ladrões, crápulas. Gente suja que pela maldita ganância sujam e emporcalham até mesmo o Santíssimo nome de Deus. Lobos em pele de cordeiros! Precisam ser punidos à altura de seus crimes. Cadeia neles!!!