Kim Yo-jong critica fala de ministro sul-coreano e alerta para sérias consequências

Kim Yo-jong, irmã do líder norte-coreano Kim Jong-un, em HanóiFoto: Jorge Silva - 02.mar.2019 / Reuters

Irmã do líder norte-coreano Kim Jong Un, afirmou que comentários de Ministro da Defesa da Coreia do Sul pioraram ainda mais "as relações inter-coreanas e a tensão militar na península"

Joori Rohda Reuters

Kim Yo-Jong, irmã do líder norte-coreano Kim Jong Un, afirmou neste sábado (2), que os comentários do Ministro da Defesa sul-coreano, Suh Wook, sobre um ataque preventivo contra o norte “pioraram ainda mais as relações inter-coreanas e a tensão militar na península”, segundo informações da mídia estatal KCNA.

Kim, vice-diretora de departamento do Comitê Central do Partido dos Trabalhadores da Coreia, também disse que o país “reconsideraria muitas coisas” e que a Coreia do Sul “pode ​​enfrentar uma séria ameaça” devido a tais comentários.

Na sexta-feira passada, Suh Wook enfatizou publicamente que suas tropas têm a capacidade de atacar “com precisão e rapidez” a origem do disparo de mísseis da Coreia do Norte, bem como instalações de comando e apoio no caso de sinais claros de um lançamento em direção ao sul.

Kim Yo-Jong faz parte do principal órgão decisório do país, a Comissão de Assuntos do Estado (CAE), quando foi promovida em setembro do ano passado.