DESFECHO TRÁGICO

Gutemar Pereira e Jaime Moura estão sendo procurados desde o dia 13 de Abril e as buscas indicam um desfecho trágico: pelo menos um corpo foi encontrado em uma fazenda em Rio Maria, no Pará.

 sexta-feira, 29/04/2022, 18:39 - Atualizado em 29/04/2022, 19:00 -  Autor: DOL

Guterma e Jaime estavam desaparecidos desde o dia 13 de abril. | ( Reprodução )

Polícia Civil do Pará (PC-PA) confirmou que um corpo, que pode ser de Gutemar Pereira ou de Jaime Moura, funcionários da empresa Dínamo, que presta serviços para a Equatorial, concessionária de Energia no Estado do Pará, foi encontrados nesta sexta-feira (29).

A localização foi feita pelo Grupamento de Patrulhamento em Ambiente Rural (GPAR) do Batalhão de Operações Policiais Especiais (BOPE) da Polícia Militar do Estado do Pará (PMPA). As buscas pelos trabalhadores ocorrem desde o último dia 13 de Abril. No começo da tarde, as informações apontavam que se tratavam de dois cadávares, inclusive com confirmação da empresa Equatorial por meio de nota à imprensa.

Traficante de armas é preso em Santarém

Segundo a polícia, o corpo, que pode ser de um dos eletricistas, foi encontrados em uma fazenda em Rio Maria, a 270km do centro de Marabá, no Sudeste do Pará.  Equipes de peritos e remoção já se deslocaram para o local.

Entenda

Os funcionários Gutemar e Jaime estão desaparecidos desde a última quarta-feira (13), quando saíram da cidade de Rio Maria, com destino a região de Bannach, para realizar trabalhos de fiscalização na rede de energia. Os eletricistas residiam na cidade de Redenção, e eram funcionários da Dínamo, que também tem sede instalada no município. Eles atuavam na fiscalização de desvio de energia.

Como os dois funcionários não retornaram na data prevista, colaboradores da empresa iniciaram o trabalho de rastreamento do tablet e do veículo da empresa em que os trabalhadores estavam. 

Leia também:

Vídeo: Bope encontrou corpos em cova rasa dentro de fazenda

Protesto cobra apuração sobre desaparecidos da Equatorial

Empregados de terceirizada da Equatorial estão desaparecidos

Com isso, encontraram a viatura abandonada na estrada que dá acesso à cidade de Bannach, aproximadamente a 30km da Rodovia BR- 155. Foram encontrados no veículo, pertences dos trabalhadores. Mas, o que chamou mais atenção foram marcas de projéteis na lateral veículo. A Polícia Militar foi acionada e deu início às investigações no desaparecimento.

No final da tarde desta sexta-feira (29), a Polícia Civil encaminhou uma nota à imprensa sobre o caso nos seguintes termos: a Polícia Civil informa que um corpo com trajes semelhantes ao da empresa terceirizada de uma concessionária de energia elétrica foi localizado, nesta sexta-feira (29), no município de Rio Maria. O corpo foi encontrado por agentes do Batalhão de Operações Especiais, BOPE, da Polícia Militar, e estava em uma área a 20 km de onde o veículo utilizado pelos dois funcionários da empresa foi abandonado".

Ainda em nota, a Polícia Civil explica: "equipes da Polícia Científica foram acionadas para realizar a identificação da vítima e perícias no local. As diligências policiais prosseguem por meio da Divisão de Homicídios (DH) e uma força tarefa foi montada pelos órgãos de segurança para investigar o desaparecimento dos dois trabalhadores. Informações que ajudem nas investigações podem ser repassadas pelo disque-denúncia, número 181. O sigilo é garantido".

Nota da Equatorial

No começo da tarde, a Equatorial Pará e a Dínamo Engenharia também enviaram nota à imprensa sobre o caso, confirmando o achado de dois corpos. Diante das novas informações da Polícia Civil, as empresas informaram que vão buscar mais informações sobre as buscas. Confira a nota encaminhada:

A Equatorial Pará e a Dínamo Engenharia receberam, na tarde desta sexta-feira, 29,  informação de que os corpos dos colaboradores Gutemar Pereira de Sousa e Jaime Moura dos Santos, da empresa prestadora de serviços, Dínamo Engenharia, teriam sido encontrados, mas que aguardam laudo pericial para confirmar se os corpos são dos colaboradores desaparecidos.

As empresas reforçam que vão continuar acompanhando os trabalhos de investigação pelas autoridades policiais, a fim de identificar a motivação e os responsáveis pelo desaparecimento dos colaboradores.

A Equatorial agradece a dedicação e empenho que as polícias Civil e Militar e o Corpo de Bombeiros dispõem no intuito de localizarem os dois colaboradores desaparecidos. 

As empresas se solidarizam com os familiares, prestando toda assistência necessária.