Portal OESTADONET - 04/04/2022

Ex-vereador Reginaldo Campos discursa durante reunião de articulação para criação do estado do Tapajós, presente a ex-ministra Damares Alves - Créditos: Augusto Alves/04.04.2022

Sem que os autos do processo de delação premiada estejam conclusos para decisão ou que tenha sido publicado no sistema do Tribunal de Justiça do Para um despacho do juiz Rômulo Nogueira de Brito a respeito do reconhecimento do cumprimento de sua pena privativa de liberdade, o ex-vereador Reginaldo Campos compareceu a uma evento público  na tarde desta segunda-feira(4), em Santarém, que contou com a participação da ex-ministra Damares Alves.

 

Até o fechamento desta matéria não havia  decisão pela revogação de prisão domiciliar requerida pela defesa do ex-vereador condenado em decorrência do escândalo de desvio de verbas públicas na Câmara de Santarém, durante a gestão do ex-presidente da mesa diretora do legislativo municipal. Mesmo assim, Reginaldo Campos compareceu à reunião realizada no Hotel Barrudada e discursou sobre estratégia para o fortalecimento da luta pela criação do Estado do Tapajós.

 

Damares Alves, ex-ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, que é envangélica assim como Reginaldo, prometeu apoio à luta pela realização do plebisicito. Ela recebeu de três vereadores evangélicos, na oportunidade, moção de aplausos ao seu trabalho aprovada pela Câmara Municipal de Santarém.

 

Pena em regime aberto

 

A defesa de Reginaldo Campos alega que o cumprimento de parte da sentença de prisão ocorreu no dia 07/02/2022, e por isso o ex-vereador teria direito ao cumprimento do restante da pena em regime aberto, em conformidade com o acordo de delação premiada celebrado com o MP.

 

O último despacho desse processo é datado do dia 28 de março. Nele, o juiz Rômulo Brito determina que se certifique “o tempo de cumprimento e a natureza do cumprimento do acordo de colaboração premiada homologada pelo juízo, com celeridade, e façam os autos conclusos imediatamente para decisão”, o que, até o fechamento desta matéria não havia sido publicada.

 

Foi agendada também a audiência de instrução e de interrogatório para o  dia 18/04/2022 às 09h00min.