JACAREACANGA, PA, 25.04.2022 - Uma Gestão sem compromisso com a coisa séria, deixa, aparentemente de forma proposital ou estratégica ser implodida a receita orçamentaria e financeira  do erário público partindo do pressuposto que procede  aquisição de serviços para recuperar um bem patrimonial, de forma amadora para não se avançar pelo viés da desconfiança se pensando que é com único fito de rapinar ou favorecer a rapinagem de recursos públicos. 

É tão descarada a faceta do favorecimento talvez reciproco, já que uma mão lava a outra e ambas lavam a cara sem vergonha,  entre as partes, presumivelmente falando,  que não há nem tentativa de "maquiar" o viciado procedimento, pois vejam:

Determinada empresa que infelizmente não identificou-se o nome nos documentos que próprios servidores da Prefeitura, leitores do RP, transmitiram à redação que, indagados, não souberam dizer se houve ou não um processo licitatório, contrato etc. Depois de recebido alguns comprovantes de liquidação da despesa e comparando com a efetivação do trabalho contratado, mostrou pelas imagens do trator feitas neste dia (23) , objeto da contratação e  liquidação  que o trabalho nem fora iniciado, com o objeto para recuperação abandonado no pátio da garagem da Prefeitura   e que contrariando qualquer sistema de trabalho e responsabilidade; foi totalmente liquidado como já anunciado, muito embora o bem para recuperação o que mudou foi que por seu prolongado abandono está servindo de almoxarifado de peças que são "capadas" do trator para colocar em outros aumentando sua depriciação. Nunca em nenhum momento a empresa incumbida de recuperar o veiculo agrícola se predispôs, segundo consta ao menos a acercar-se de sua responsabilidade evidentemente com, a participação solidária da Prefeitura que omissa nem cobrança faz, tanto é que pagou ou melhor liquidou as faturas em tres pagamentos, ainda no exercício passado, pagando valores expressivos  muito antes de receber o bem recuperado objeto do pagamento efetuado estranhamente de forma antecipara.

Vejam imagem da Sucata que vale ouro:


Muito fácil imaginar, que um trator desse tipo é para  ser empregado em atividades agrícolas de pequena monta e não para o trabalho específico de motomecanização que exijam maquinários pesados, no entanto a necessidade no campo em auxilio ao pequeno produtor seria muito útil para trabalhos de aradar áreas para plantio etc. Verdade seja dita que o Governador do Estado no afã de intensificar sua luta contra a criação do estado do Tapajós   destinou dezenas e mais dezenas de tratores agrícolas para os municípios, dizem até que foram tantos distribuídos que o município que requeresse um, levava dois, com permissão do exagero. A facilidade das generosas doações deviam-se ao preço módico no mercado justificada pela pouca ou reduzida capacidade de trabalho do trator em médias e grandes atividades. Conversando  com uma pessoa que tem trator o mesmo disse que um similar usado porém  em plena condição mecânica de operacionalidade seu custo  estaria em torno de 60 mil reais. Veremos abaixo quanto custou para os cofres públicos da Prefeitura o valor pago para a recuperação mecânica de um equipamento que pertence ao Patrimônio municipal, coisa que até hoje continua  do mesmo jeito  com problemas mecânicos. 

Ocorreram três parcelas de pagamentos para a recuperação do equipamento conforme abaixo se vê:

A PRIMEIRA PARCELA foi liquidada (16070027) em 16.07.2021 no valor de 47.874,00 
A SEGUNDA PARCELA foi  liquidada(16090015) em 16.09.2021 no valor de 73.000,00
A TERCEIRA PARCELA     liquidada(17.12.0022)em 07.12.0021 no valor de 72.000,00   Totalizando o valor liquidado da despesa em.  .  .  .  .  .  .  .  .  .  .  .  .  .   192.874,00

O valor expresso nos pagamentos sem dúvida alguma dariam para fazer a aquisição de dois tratores novos, enquanto o valor investido somente em trabalhos de recuperação mecânica atinge a cifra de quase Duzentos Mil Reais... e com parcelas liquidadas iniciada em 16/7/2021 e encerradas em 16/09/2021 sendo que até os dias atuais perfazendo nove meses que  o equipamento encontra-se encostado para recuperação,  até hoje mesmo que simplesmente uma arruela de 0,50 ctvs foi utilizada  no emprego para sua recuperação  Pasmem!!! e para mostrar de forma decidida  que o clamor do povo, suplicando por um BASTA irá ser expressado nesta postagem do Site RP, logo após a publicação no Site e Blogosfera,  será encaminhado ao Ministério Público Estadual em atenção à Doutora Promotora de Justiça LÍLIAN REGINA FURTADO BRAGA, uma copia da matéria, como DENÚNCIA  para que ao tomar conhecimento determine a instauração de uma NOTÍCIA DE FATO visando proteger a municipalidade de Jacareacanga  de esperteza e malversação de recursos públicos, que tanto penaliza o sofrido povo.

Enquanto o trator encontra-se inservível e irrecuperável até o momento, impedido de ser empregado nos trabalhos de fomento e apoio da ainda embrionária mas  tão decantada e pouco apoiada "Agricultura familiar" o trabalhador ainda de forma rudimentar está acabando suas forças desiludido,  no "rabo do enxada"

________

MP COMO SEMPRE ÁGIL NA REAÇÃO EM DEFESA DO POVO