Marinha resgata tripulantes da embarcação “Bom Jesus”

ABR 14, 2022

Depois de terem sido localizados pela Polícia Fluvial do Amapá, na tarde de quarta-feira, 13, um helicóptero da Marinha do Brasil resgatou os seis tripulantes do barco denominado “Bom Jesus”, que saiu de Santarém com destino à Chaves, na Ilha de Marajó.

Eles foram encontrados vivos, por uma equipe da Polícia Fluvial do Amapá, na Ilha das Flexas, entre os estados do Pará e Amapá.

Um bilhete escrito no dia 09 de abril, encontrado pela Polícia Fluvial do Amapá, dentro de uma garrafa, indicou as coordenadas de onde os tripulantes estavam.

Segundo os tripulantes, após uma pane no motor, a embarcação sofreu um incêndio. Eles informaram que passaram mais de 13 dias com alimentação precária.

Os seis tripulantes foram conduzidos para Belém do Pará, onde foram submetidos a exames médicos.

O barco saiu de Santarém no dia 24 de março, para uma viagem de 10 dias.

À Polícia Civil, a família não soube informar qual a carga que seria transportada até a Ilha de Marajó. De acordo com parentes, o último contato com os tripulantes do barco, foi feito no dia 26 de março.

Os tripulantes encontrados vivos são: Antônio Oliveira dos Santos, maquinista mecânico; Leilane Carla Ferreira Guimarães, cozinheira; Cristiano de Azevedo Figueira, marinheiro; Joelson da Silva Costa, responsável pela carga; Valdeney Dolzanes Reis, policial militar, além de um maquinista conhecido por “Negão”.

ENTENDA O CASO 

Um barco que saiu de Santarém, no mês de março último, para realizar o transporte de carga até Chaves, na Ilha de Marajó, desapareceu após chegar no destino final.

A informação partiu de parentes dos tripulantes. Segundo eles, o barco Bom Jesus, saiu de Santarém com seis pessoas a bordo e, que no fim de março perderam o contato.

Um boletim de ocorrência foi registrado no dia 11 deste mês, na 16ª Seccional da Polícia Civil, em Santarém.

Um inquérito administrativo foi instaurado pela Capitania dos Portos do Amapá para apurar as causas, circunstâncias e responsabilidades do ocorrido.

Por: Manoel Cardoso 

Fonte: Portal Santarém 

_________

Transcrito do Dol (Diário Online)com crédito para Uruá-Taperaras foi públicada matéria que deu conta  que os seis tripulantes haviam  sido  assassinados por traficantes, na realidade! foram vitimas de um acidente em que a embarcação pegou fogo (Está em apuração o caso) conforme identificação abaixo e postado no Rastilho de Pólvora

terça-feira, 12/04/2022, 23:11 - Atualizado em 12/04/2022, 23:14 -  Autor: Com informações de Uruá-Taperaras