Pastor dizia ungir partes íntimas de mulheres para 'tirar magia negra'

Foto: Reprodução

Quatro mulheres denunciaram os abusos, sendo duas menores

O pastor Lourival Santos de Andrade, de 42 anos, foi preso em Cuiabá, por estupro de vulnerável contra quatro vítimas. Os crimes eram cometidos em Confresa (a 1.160 km da Capital), durante cultos, onde o pastor teria dito às vítimas que precisava passar um “óleo ungido” nas partes íntimas para “tirar magia negra”. A captura foi executada na manhã desta quarta (18).

 

De acordo com informações da Polícia Civil, o suspeito morava em Cuiabá, mas teria cometido os crimes quando ia até Confresa para realizar cultos e encontros pastorais. Segundo apurou a reportagem, ele era pastor da Igreja do Evangelho Quadrangular até 2016 e se desligou para fundar sua própria denominação evengélica. Ele é suspeito de ter abusado de pelo menos de 4 vítimas, sendo que duas eram menores de idade.

 

O pastor, segundo denúncias, tinha um modus operandi e se aproveitava da sua função para praticar os abusos sexuais. Durante as orações, ele falava, conforme relatos das vítimas, que tinha que passar um óleo ungido nas partes íntimas das vítimas, pois alguém havia feito “magia negra”.

Em seguida, o suspeito levaria as vítimas para um quarto da igreja, passava o produto no corpo e praticava os estupros.

 

No depoimento de uma vítima, que registrou boletim de ocorrência em 2021, ela contou que participava de uma conferência na igreja, quando chamou a menor de idade para um quarto fechado. Por ser pastor, aproveitada da vulnerabilidade e confiança das fiéis.

 

Em outro momento, de acordo com a denúncia, ele teria chegado a fazer uma chamada de vídeo para a menor, em que aparecia se masturbando.

 

A segunda vítima, de 17 anos, relatou que no mês de fevereiro deste ano foi até igreja evangélica falar com pastor, para que ele fizesse uma oração. Em seguida, ele a levou até o banheiro da igreja, deu um óleo e pediu para passar na barriga. Na sequência, o investigado teria passado o óleo pelo corpo da vítima, que começou a sentir tontura. Então, o investigado teria tirado o vestido da adolescente e abusado dela.

 

Com base nas investigações, depoimentos, indícios e provas colhidos pela equipe de investigação, foi representada pela prisão preventiva do investigado pelo crime de estupro de vulnerável, deferida pela Justiça. 

 

Fonte: RD News


SÓ VENDO PARA CRER! Pastor manda fiel tirar a calcinha no altar para que o espírito da gravidez entrasse nela

Foto: Reprodução

Um pastor até então desconhecido está fazendo muito sucesso na internet. Curar uma doença, atrair abundância ou querer um milagre são umas das coisas que alguns crentes vão à procura em uma igreja evangélica. No caso do pastor em questão, os "milagres" vão bem além.

 

Com um "método" nada ortodoxo, ele dá esperança às fiéis que não conseguem engravidar.

 

Mas como seria esse procedimento, qual "milagre" está por trás? É tudo muito simples: ele  pede para essas mulheres tirarem suas roupas íntimas antes de entrarem na igreja.

 

Mais precisamente, o pastor pede para as mulheres tirarem a calcinha para que o espírito da gravidez entre nelas. "E um mês depois o resultado é certo", afirma uma fiel da igreja que está grávida pela segunda vez.

 

Até agora não se sabe o total de mulheres que engravidaram. Há informações de que são pelo menos 20, mais o número exato não se sabe.

 

As mulheres que vão a sua igreja geralmente querem engravidar ou melhorar a saúde sexual.

 

Veja também

SÓ VENDO PARA CRER! Pastor depila partes íntimas de mulheres da igreja na frente de todos prometendo o espírito santo. TUDO FILMADO. VEJA VÍDEO

 

Algumas pessoas estranham o procedimento, mas as mulheres que participam afirmam que o "método" tem dado certo.

 

As imagens controversas levaram pouco tempo para se tornarem virais.

Fonte: Balança Jaru

Foto: Reprodução

Nos últimos dias, um vídeo polêmico vem se tornando viral nas redes sociais e dividindo opinião entre os usuários. As cenas são de um pastor de Gana depilando as fiéis de sua igreja prometendo que o ato lhes traria o espírito santo. Aparentemente as moças acreditaram na versão do clérigo e permitiram.

 

O nome do pastor responsável pela polêmica não foi divulgado até o momento pelos veículos de mídia que publicaram a situação inusitada. Na gravação, realizada por uma pessoa que estava dentro da igreja no momento da depilação das mulheres, é possível ver claramente a atitude do sacerdote diante das colegas de igreja.

 

No vídeo, o homem aparece dizendo algumas palavras aos membros da congregação e levantando as saias das mulheres do templo, que vinham uma a uma para terem suas partes íntimas depiladas pelo pastor do local, o qual não demonstrou nenhum constrangimento pela atitude polêmica.

 

Nas redes sociais, uma grande quantidade de internautas se manifestou questionando o motivo de as mulheres terem permitido que o sacerdote realizasse o procedimento “divino”. Houve até mesmo quem achasse que elas haviam sido drogadas para tal ocasião, fato que não foi confirmado. Outros usuários criticaram duramente o pastor pelo comportamento inusitado dentro da congregação.

 

Não há nenhuma evidência de que o pastor tenha obrigado as mulheres a serem depiladas à força, mesmo assim as críticas ao seu “trabalho missionário” não param de chegar nas redes sociais por parte de internautas furiosos com o vídeo, que tem circulado o mundo inteiro.

 

VEJA VÍDEO: 

 

 

Fonte: i7News

________

Matérias extraídas do Portal do Zacarias