ITAITUBA

Animal selvagem teria sido morto após tentar atacar outra criança na comunidade indígena localizada em Itaituba, no sudoeste do Pará. Jacaré seria o mesmo que matou menino de 10 anos no dia 4 de maio.

 domingo, 22/05/2022, 21:34 - Atualizado em 22/05/2022, 21:32 -  Autor: Com informações do Giro Portal

 Animal matou criança indígena de 10 anos em comunidade de Itaituba no dia 4 de maio | Reprodução/Redes Sociais

Tradicional nas comunidades indígenas e ribeirinhas, o banho de rio representa um contato maior com a natureza e uma diversão para as crianças, jovens e adultos. Mas, junto com a prática, também vem riscos de encontros nada amigáveis com animais selvagens.

Na manhã do dia 4 de maio, uma criança indígena de apenas 10 anos foi morta por um jacaré na aldeia "Boa Fé", nas proximidades da comunidade Buburé, no município de Itaituba, no sudoeste do Pará.

Identificado como Joelson Palaci Apiaká Munduruku, o menino foi atacado pelo jacaré enquanto nadava no rio. O animal teria abocanhado a criança e a puxado para o fundo do rio. Após buscas feitas pelos moradores, o corpo de Joelson foi localizado sem vida e com profundas marcas de dentes.

Desde a ocasião, os habitantes da comunidade passaram a monitorar a atividade do jacaré que atacou a criança. O pai do menino, junto a outros moradores, montaram armadilhas para capturar o animal.

Neste final de semana passaram a circular nas redes sociais imagens e relatos de que o animal de aproximadamente três metros de comprimento havia sido capturado e morto pelo pai do pequeno Joelson. Nas fotos publicadas, é possível ver que o jacaré de grande porte estava ensanguentado e amarrado por cordas.

Os relatos dão conta de que o bicho teria tentado atacar outra criança da mesma aldeia indígena, a qual conseguiu escapar do bote do jacaré.