REGISTRO DE CASOS DE MALÁRIA ASSUSTA JACAREACANGA E PLANO DE CONTINGÊNCIA É COLOCADO EM AÇÃO E  FORÇA TAREFA É COMPOSTA PARA O COMBATE  AO MOSQUITO TRANSMISSOR  ATRAVÉS DE PRONTA INTERVENÇÃO 


JACAREACANGA, PA - 21.05.2022 -  Devido recrudescer na região do Alto Tapajós, agravos em saúde disseminado pela malária, e tal situação preocupar a Gestão Municipal, o Secretário de Saúde do município, ALLAN SIMON visando controlar em curto espaço de tempo através de  intervenção pertinente o  avanço da doença que ainda nos dias atuais ocasiona óbitos,  em contato com entes com responsabilidades afins, criou meios que favoreceram  à formação de uma equipe interinstitucional formada pela Secretaria Municipal de Saúde/SESPA/DSEI-Tapajós para ser desenvolvida ação intensa voltada a debelar e controlar casos registrados com pronta intervenção  na Aldeia Sai Cinza, Mamãe-Anã, Comunidades Garimpeiras e suas áreas de influência, além de intenso trabalho na própria Sede do município onde foi constatado focos da  doença, que  registra em 30 dias,  140 casos somente na Sede do município. Mesmo insistindo na informação que a doença   encontra-se sendo disseminada do interior para a cidade através de pessoas  acometidas da morbidade,  já há registros de casos ocorridos na própria cidade, vez que o agente transmissor (mosquito), já é fato  que  existe na região urbana da cidade.

Ações como borrifação, busca ativa, inquérito hemóscópico, bem como  realizado captura de amostras de mosquitos afim de estudar o seu comportamento no ambiente e resistência ao uso de inseticidas estão sendo realizadas - disse Allan Simon, que acrescentou também que tem planejamento de contingencia para o combate à malária em execução que já era até previsto a composição com os entes supramencionados de uma equipe  para essa finalidade, porém ocorreu uma antecipação em sua execução levado por esse recrudescimento que considera que deve ser sustado para se prevenir e controlar os agravos de saúde em maior escala.

Reportou-se também o Secretário, que determinou trabalhos para conter casos na Aldeia Muiussuzão por ter sido constatado casos de malária Plasmodium Falciparum que é tido como o plasmodium mais letal  em determinados casos para a saúde humana, concluiu que as ações serão encerradas quando ocorrer um controle e encerramento da ciclo de borrifação, interna e externa das residências, além de intenso trabalho de palestras em educação sanitária, para se prevenir a incidência da doença.