Na terça-feira (7/6), um dos suspeitos de envolvimento foi preso, no entanto, o paradeiro de Dom Phillips e Bruno Pereira segue um mistério

O paradeiro do indigenista da Fundação Nacional do Índio (Funai) Bruno Araújo Pereira e do jornalista inglês Dom Phillips, colaborador do jornal The Guardian, ainda segue sem respostas. Eles desapareceram no Vale do Javari, na Amazônia, quando faziam o trajeto entre a comunidade Ribeirinha São Rafael até a cidade de Atalaia do Norte, distante 1.135km de Manaus, no domingo (5/6).

Na terça-feira (7/6), um dos suspeitos de envolvimento com o desaparecimento dos dois foi preso, no entanto, agentes da Polícia Federal e da Força Nacional de Segurança Pública (FNSP), da Marinha e do Exército continuam agindo para tentar localizá-los.

O caso tem atraído repercussão no Brasil e no exterior, com muitas cobranças por respostas nas redes sociais.

Uma das vozes da campanha #OndeestãoBrunoeDom é o correspondente do jornal The Guardian, Tom Phillips. O jornalista tem usado o Twitter para compartilhar informações sobre o caso.

Tom compartilhou vídeos de personalidades brasileiras falando sobre o desaparecimento dos profissionais, entre eles o comentarista Walter Casagrande, a cantora Gabby Amarantos e Drauzio Varela.

_____Fonte Correio Braziliense