ITAITUBA(PA),01.07.2022 - Empresário de sucesso do ramo atacadista e varejista, proprietário dos supermercados ASA que se expande na sede do município e que tende avançar fronteiras já que existe por parte do Grupo Empresarial de Judson Lira planos para a devida expansão, inicia investimento em venda de combustíveis e lubrificantes concorrendo para recentemente inaugurar o Posto de Combustíveis e que de forma até inconcebível está provocando rivalidade comercial entre o seu principal concorrente, que trata-se do maior fornecedor de combustível no município com vários e bem  estruturados estabelecimentos de vendas.

A rivalidade comercial  avançou tanto que provocado pelo concorrente, Judson  estabeleceu  a venda de combustíveis com preços em torno de R$1,00  abaixo do preço do concorrente,   que considerou a ação de Judson utilizando-se dessa modalidade de livre concorrência em  "baratear" seu produto, como pratica de  preço vil.

Apesar do caráter manso e pacifico do empresário Judson ao ser questionado pelo preço que enfileira carros em seu posto, o mesmo disse que  ao invés de procurá-lo para avaliarem sua  decisão e  justificar-se  avançaram sobre sí,   através das Comunidades Virtuais locais provocando-o o que ocasionou Judson Lira a  soltar as estribeiras, conforme áudio vasado e de domínio público disseminado na rede mundial de computadores.

Há de se entender que crime não é baratear seus produtos oferecendo melhores condições ao consumidor, crime sim,  seria a cartelização, o corporativismo para que os empresários aumentassem os preços!

A livre  e saudável concorrência mostra que é possível se estender preços mais módicos, e melhor forma de tratar o consumidor  oferecendo melhores preços, ambientes adequados e dignos além de outros direitos do consumidor. 

Só se tem a comemorar diante da briga e estranheza entre concorrentes. Espera-se que  essa abriga breve ocorra entre os supermercados, que aumentam preços em um piscar de olhos.